26 julho 2009

Conspirar...

"5 Para a meia noite"!
Uma das apostas mais recentes da RTP2.
Um talk-show que vai para o ar de segunda a sexta-feira, apresentado por tantos apresentadores quantos os dias semanais. Registe-se ainda que é um apresentador por dia, cada um com o seu temperamento, personalidade e registo único... desde uma Filomena Cautela, um Nilton ou um Luis Filipe Borges!
Ora, semanalmente é lançado um tema, ou "verbo semanal" (como é chamado pelos apresentadores) e nesse sentido são entrevistados vários convidados tendo em conta o tema base da semana, assim como são efectuadas várias observações, umas mais particulares do que outras relativamente ao já referido "verbo semanal".
Na semana que entretanto passou, o verbo semanal era nada mais nada menos do que "Conspirar"! Na quarta-feira, no dia em que o apresentador de serviço é o Nilton, falou-se em conspiração ao nível do plágio na música portuguesa. Toda a gente sabe que os cantores portugueses não plagiam ninguém... nunca, tal coisa é impensável.
Neste sentido, afim de vos provar que o plágio em Portugal não existe, deixo-vos dois vídeos com canções que em nada fazem lembrar, uma delas, um dos grandes êxito de um certo cantor dito romântico do panorama nacional, e a outra um dos grandes êxitos dos últimos tempos de uma banda super aromatizada...

Desafio: Se conseguirem identificar a quem me refiro, deixem a vossa resposta nos comentários deste "post"! Quem identificar correctamente será contemplado com um pacote de caramelos de frutas!!! :D

Canção nº1...

Esta é difícil, super difícil...

Canção nº2...

Bem, escapa o refrão...

Boa sorte!!!

2 comentários:

AnAndrade disse...

1 - Tony Carreira, "Depois de ti mais nada / nem sol nem madrugada / sem ti não há calor / a vida não tem cor"

2 - Per7ume - "Vida em câmara lenta / Oito ou oitenta / Sinto que vou emergir / Já sei de cor todas as canções de amor / Para a conquista partir."

(Entregar o pacote de caramelos na morada do costume, faxabore...)

;)
Beijos!

pinguim disse...

Eu nem tentei, porque não conheço estas músicas nem as dos portuguesas, mas no primeiro caso, pela tua dica, iria apostar que era o Tony Carreira...
Abraço.